25 dezembro 2009

E porque é Natal...

(Andava a passear pela net quando encontrei este conto e não resisti a publicá-lo aqui. Adorei!!)

A promessa de Natal
Vi um camião cheio de árvores de Natal e cada uma tinha uma história para contar. O motorista, colocou-as em fila e ficou à espera que as pessoas as viessem comprar. Pendurou umas luzinhas brilhantes e uma placa em que se podia ler em encarnado: ÁRVORES DE NATAL PARA VENDER. Quando o homem se servia de chocolate quente duma garrafa térmica fumegante, uma mãe, um pai e um menino pararam o carro apressados e começaram a procurar a árvore mais bonita de todas.
O rapazinho ia à frente e com um olhar reluzente, exclamou:
- Elas têm cheiro de Natal, mãe! Sinto o cheiro de Natal em todo lado. Vamos comprar uma árvore de quilómetros de altura. A maior que pudermos encontrar. Uma árvore que chegue ao tecto e nem dê para carregar. Uma árvore tão grande que até mesmo o Pai Natal, quando olhar, se admire e diga: "Esta é a árvore mais bela que já vi neste Natal!”
Para achar o pinheirinho perfeito procuraram com muito cuidado. Aqui e ali, e até mais de uma vez, o pai examinou e balançou mais de seis.
- Mãe, mãe, encontrei, encontrei, o pinheirinho do que mais gostei! Tem um raminho partido, mas pode ficar disfarçado. Do anjinho da avó tiraremos o pó e lá no alto ficará a guardar-nos.
- Podemos comprá-la? Por favor, por favor! - pediu com fervor.
- Que.tal um chocolate quente? - perguntou o vendedor indulgente, enquanto abria o termo para aquela gente.
- Isto sim vai aquecer o ambiente! E em três pequenos copos de papel serviu o chocolate quente. Brindavam, esperançosos, a mais um feliz Natal.
- Escolheste muito bem. Esto é realmente o melhor pinheirinho. Feliz Natal - disse o homem, amarrando o pinheiro com um cordão! Mas o rapazinho estava triste porque o preço era alto demais para o que o pai podia pagar.
Foi então que o vendedor lhe fez uma proposta:
- A árvore é tua com uma condição: tens de manter uma promessa. Na noite de Natal, quando te fores deitar e rezar promete guardar no teu coraçãozinho o encanto do Dia de Natal! E agora corre para casa, senão este vento gelado as tuas bochechas vai queimar.
E assim foi, com o vento zunindo, durante toda a noite gelada. O bom homem ofereceu árvore, após árvore, após árvore. Com cada pessoa que apareceu brindou com o chocolate quente.E quem jurou manter a promessa de guardar no coração o encanto do Natal, saiu na noite contente, cantando canções alegremente.
Quando tudo acabou só uma árvore restou. Mas ninguém estava lá para esta árvore adoptar. Então, o homem vestiu o seu grosso casacão e partiu para a floresta com a última árvore da festa. Deixou o pinheirinho perto de um pequeno riachinho, para que as criaturas sem casa pudessem fazer dela a sua morada. E sorria enquanto tirava os flocos de neve que na sua barba encontrava. Foi então que por detrás de um arbusto uma rena quase lhe pregou um susto. Olhou para ela e sorriu. Fazendo uma festinha na grande criatura, pensou com brandura: "Parece que o Natal chegou novamente! Ainda temos muito chão e muitas coisas para fazer! Vamos para casa, amiga, trabalhar neste Natal que vai começar". Olhou para o céu, ouviu os sinos a tocar e, num pestanejar, já lá não estava o vendedor.

Howard D. Fencl



E porque é Natal
:)

Publico também o desafio que a Andy do Blog "Lua" me passou.

Não tem selo, é apenas um jogo engraçado para falarmos um pouco sobre nós...


Vou transcrever as regras:

"cada bloguista participante terá de enunciar 5 manias suas, hábitos pessoais que os diferenciem dos comuns mortais,... além disso terá de passar o desafio a outros 5 bloguistas deixando aviso prévio nos seus blogues."


Ora bem...pensei, pensei , mas não encontrei nada de especial...Será que não tenho manias?!

À falta de algo interessante para dizer :))

1- Durmo sempre do mesmo lado da cama (ou seja, do lado esquerdo).

2-Só gosto de dormir com a minha almofada (velhinha e manchada), mas é aquela que menos dores de costas me dá...

3-Nunca deito roupa usada fora, por isso cheguei a ter "montes" de coisas velhas guardadas, anos sem fim, por não saber o que lhe fazer...Agora, na minha cidade já tem uma espécie de eco-ponto para recolha de roupas e calçado usados. É lá que deito tudo e fica a esperança de que sejam uteis a alguém...

4- Quando ando a pé sozinha, anda sempre depressa ( a passo largo e rápido)...não é que tenha pressa, é apenas hábito, às vezes até nem me apercebo disso...

5- Não sigo modas, faço a minha... (será que se pode considerar uma mania ?? :P )


Agora que já conhecem um pouco mais da minha pessoa, passo o desafio a outros :)

(esta parte não é fácil!!)




Sintam-se livres de escolher se querem seguir o desafio ou não...

Continuação de Boas Festas para todos.
Beijinhos

10 comentários:

Andy disse...

Obg! :)
Adorei o conto, muito bonito!
Bjinho

Rosan disse...

olá.
é um belo conto de Natal, revelando muito amor, que é o espirito natalino....
se concervarmos a centelha do bem nos corações por todo o ano, certamente tudo ficará bem melhor.

beijinho

soninha disse...

Gostei do que li!bjs

Julimar Murat disse...

Há mais, muito mais, para o Natal do que luz de vela e alegria; É o espírito de doce amizade que brilha todo o ano. É consideração e bondade, é a esperança renascida novamente, para paz, para entendimento, e para benevolência dos homens.

Um grande beijo
julimar

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Olá Rosa
Muito obrigado por te lembrares de mim, adorei este desafio, mal consiga vou publicar
beijocas
Ana

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Amiga!!!
Se fores... vai mais longe!
Se fizeres... faz diferente!
Se rires... ri até chorar!
Se sonhares... sonha mais alto!
Se arriscares... arrisca tudo!
Se pensares... pensa por ti!
Se saíres... sai da rotina!
Se mudares... muda tudo!
Se contares... CONTA COMIGO!!! Bom Ano Novo!!

Zininha disse...

FELIZ 2010 AMIGAAAAAAAA...BEIJOS...

Maria Izabel Viégas disse...

Rosa amada,
paso para te desejat toda a Paz e Felicidade que existir neste Cosmos sagrado!
Que Deus te abençoe e a toda sua família!
beijos n'alma!

Rosa Araújo disse...

Muito obrigada a todas!
Um feliz ano de 2010 para vocês!
Muita paz e amor

bjs

O Mundo d'Anita disse...

oh ele era o pai natal ;) vivo o natal sempre com muita intensidade e adorei o conto. obrigado por o trazeres até nós