25 dezembro 2009

E porque é Natal...

(Andava a passear pela net quando encontrei este conto e não resisti a publicá-lo aqui. Adorei!!)

A promessa de Natal
Vi um camião cheio de árvores de Natal e cada uma tinha uma história para contar. O motorista, colocou-as em fila e ficou à espera que as pessoas as viessem comprar. Pendurou umas luzinhas brilhantes e uma placa em que se podia ler em encarnado: ÁRVORES DE NATAL PARA VENDER. Quando o homem se servia de chocolate quente duma garrafa térmica fumegante, uma mãe, um pai e um menino pararam o carro apressados e começaram a procurar a árvore mais bonita de todas.
O rapazinho ia à frente e com um olhar reluzente, exclamou:
- Elas têm cheiro de Natal, mãe! Sinto o cheiro de Natal em todo lado. Vamos comprar uma árvore de quilómetros de altura. A maior que pudermos encontrar. Uma árvore que chegue ao tecto e nem dê para carregar. Uma árvore tão grande que até mesmo o Pai Natal, quando olhar, se admire e diga: "Esta é a árvore mais bela que já vi neste Natal!”
Para achar o pinheirinho perfeito procuraram com muito cuidado. Aqui e ali, e até mais de uma vez, o pai examinou e balançou mais de seis.
- Mãe, mãe, encontrei, encontrei, o pinheirinho do que mais gostei! Tem um raminho partido, mas pode ficar disfarçado. Do anjinho da avó tiraremos o pó e lá no alto ficará a guardar-nos.
- Podemos comprá-la? Por favor, por favor! - pediu com fervor.
- Que.tal um chocolate quente? - perguntou o vendedor indulgente, enquanto abria o termo para aquela gente.
- Isto sim vai aquecer o ambiente! E em três pequenos copos de papel serviu o chocolate quente. Brindavam, esperançosos, a mais um feliz Natal.
- Escolheste muito bem. Esto é realmente o melhor pinheirinho. Feliz Natal - disse o homem, amarrando o pinheiro com um cordão! Mas o rapazinho estava triste porque o preço era alto demais para o que o pai podia pagar.
Foi então que o vendedor lhe fez uma proposta:
- A árvore é tua com uma condição: tens de manter uma promessa. Na noite de Natal, quando te fores deitar e rezar promete guardar no teu coraçãozinho o encanto do Dia de Natal! E agora corre para casa, senão este vento gelado as tuas bochechas vai queimar.
E assim foi, com o vento zunindo, durante toda a noite gelada. O bom homem ofereceu árvore, após árvore, após árvore. Com cada pessoa que apareceu brindou com o chocolate quente.E quem jurou manter a promessa de guardar no coração o encanto do Natal, saiu na noite contente, cantando canções alegremente.
Quando tudo acabou só uma árvore restou. Mas ninguém estava lá para esta árvore adoptar. Então, o homem vestiu o seu grosso casacão e partiu para a floresta com a última árvore da festa. Deixou o pinheirinho perto de um pequeno riachinho, para que as criaturas sem casa pudessem fazer dela a sua morada. E sorria enquanto tirava os flocos de neve que na sua barba encontrava. Foi então que por detrás de um arbusto uma rena quase lhe pregou um susto. Olhou para ela e sorriu. Fazendo uma festinha na grande criatura, pensou com brandura: "Parece que o Natal chegou novamente! Ainda temos muito chão e muitas coisas para fazer! Vamos para casa, amiga, trabalhar neste Natal que vai começar". Olhou para o céu, ouviu os sinos a tocar e, num pestanejar, já lá não estava o vendedor.

Howard D. Fencl



E porque é Natal
:)

Publico também o desafio que a Andy do Blog "Lua" me passou.

Não tem selo, é apenas um jogo engraçado para falarmos um pouco sobre nós...


Vou transcrever as regras:

"cada bloguista participante terá de enunciar 5 manias suas, hábitos pessoais que os diferenciem dos comuns mortais,... além disso terá de passar o desafio a outros 5 bloguistas deixando aviso prévio nos seus blogues."


Ora bem...pensei, pensei , mas não encontrei nada de especial...Será que não tenho manias?!

À falta de algo interessante para dizer :))

1- Durmo sempre do mesmo lado da cama (ou seja, do lado esquerdo).

2-Só gosto de dormir com a minha almofada (velhinha e manchada), mas é aquela que menos dores de costas me dá...

3-Nunca deito roupa usada fora, por isso cheguei a ter "montes" de coisas velhas guardadas, anos sem fim, por não saber o que lhe fazer...Agora, na minha cidade já tem uma espécie de eco-ponto para recolha de roupas e calçado usados. É lá que deito tudo e fica a esperança de que sejam uteis a alguém...

4- Quando ando a pé sozinha, anda sempre depressa ( a passo largo e rápido)...não é que tenha pressa, é apenas hábito, às vezes até nem me apercebo disso...

5- Não sigo modas, faço a minha... (será que se pode considerar uma mania ?? :P )


Agora que já conhecem um pouco mais da minha pessoa, passo o desafio a outros :)

(esta parte não é fácil!!)




Sintam-se livres de escolher se querem seguir o desafio ou não...

Continuação de Boas Festas para todos.
Beijinhos

07 dezembro 2009

Magia de Natal...


Este é o titulo da mensagem que se encontra no Blogue da minha irmã e quem quiser ler na integra, poderá fazê-lo clicando aqui : "Magia de Natal"

É por uma boa causa...

Obrigada a todos e um bom feriado!

01 dezembro 2009

Num dia 30 de Novembro...


Foi num dia 30 de Novembro que dissemos o SIM, numa pequena capelinha de aldeia. Já lá vão duas dúzias de anos, mais de metade das nossas vidas…
Fui ver o mapa do momento e o ascendente estava num signo Fixo (Aquário), não admira que nos tenha trazido longevidade à relação. É um signo de AR, social, mas pouco dado a convencionalismos. Mesmo sendo um casamento religioso, nem tudo seguiu dentro do que é habitual numa cerimónia destas…mas isso é outra história!
A casa X cheia (Vénus, Saturno, Sol e Mercúrio) para darem bastante visibilidade ao momento… para o bem e para o mal! Não esquecer que Mercúrio resolveu estar retrógrado nessa data, para fazer das suas!
Foi a florista que se enganou no dia e não houve ramo de flores…foi o fotógrafo que faltou ao compromisso. Valeu-nos a máquina fotográfica da madrinha do noivo para gravar em papel o grande momento! Aliás, os momentos a seguir ao grande momento, porque por azar não tinha flash e só podia fotografar no exterior. Felizmente houve um convidado tardio (chegou depois do SIM), que levou máquina…estão a ver o que se passou a seguir :)). Nós a reconstruirmos a cena só para termos uma foto da troca das alianças… Valeu-nos a boa disposição e um padre simpático.
Foi uma cerimónia simples, sem grande pompa, num dia de Inverno…tudo à maneira de um dos signos de Saturno. Mas houve uma coisa que não faltou…emoção, sentimento! Só podia, estando a Lua em Caranguejo, onde eu tenho a minha Lua natal e o meu marido tem Júpiter. Os nossos Lua/Júpiter, em sinastria estão no mesmo grau.
No final, à saída da Igreja e entrada para os automóveis que nos conduziriam ao almoço, fomos abençoados por uma chuva miudinha… nem mais a propósito! Dizem que chuva no dia do casamento dá sorte…quem sabe, não é?! Por causa da chuva ou não, o balanço destes 24 anos é positivo.